18 de outubro de 2016

Ah, esse Facebook...

"A tecnologia é moralmente neutra. O que interessa é o que fazemos com ela."
John Goodenough, professor de Engenharia Mecânica da Universidade do Texas e inventor da bateria de íons de lítio, o que revolucionou a telefonia móvel no mundo


Quando digo pras pessoas que não tenho um perfil no Facebook, as reações são diversas, e quase todas, negativas. Os mais pacientes tentam me explicar que, de fato, a rede pode trazer alguns incovenientes, mas depois me apresentam o leque de "coisas boas" que pode compensar. 

Nunca identifiquei alguma coisa boa nesse lixo, mas de alguma forma entendia o que queriam me dizer: que o Facebook é bom, o mal uso que fazem dele, é que é ruim. 

Mas daí, vez ou outra, eu topo com umas notícias sobre a rede que me fazem pensar ainda mais à respeito. O Facebook não se incomoda com fotos de acidentes; com fotos de assassinatos; com páginas que fazem apologia à pedofilia ou ao crime; com a proliferação da fofoca; com a dependência em "cuidar da vida alheia" que causa; com fotos de casal no perfil, que é a própria personificação da breguice; com a forma que a rede é usada; com o tempo que consome na vida das pessoas; com posts de gifs de fadas brilhantes; com o fato de as pessoas, não contentes em postar fotos de seus cachorrinhos, criarem perfis de seus cachorrinhos, enfim, com a futilidade que representa...

... mas se incomoda com a foto de uma mãe amamentando seu filho e o de uma amiga que estava impossibilitada de fazê-lo por uma questão de saúde. 

Essa semana a empresa excluiu o perfil de Rebecca Wanosik, porque considerou que a foto abaixo é chocante por seu conteúdo sexual. Há mais ou menos um ano, outro perfil foi excluído porque o Facebook acatou a denúncia de seus usuários alegando que a foto de uma cesárea era "ofensiva, repugnante e sexualmente explícita".

O que dizer a respeito? Melhor nem dizer nada. Se lá no Facebook não pode, aqui no meu blog pode. 


Pra constar, o perfil da Rebecca já foi restabelecido, e lamento que agora ela mesma não o exclua. Facebook, além de fútil, é hipócrita.

Um comentário:

  1. E, põe lixo nisso, tem sido o câncer da nossa humanidade, corrói lentamente se que se perceba!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)