2 de maio de 2016

Na cadência bonita do samba...



A história do samba e sua relação com os trabalhadores está retratada numa exposição fotográfica na avenida Paulista. Eu fui, e está bem legal de se ver...

Em novembro de 1916, o compositor Donga (1890-1974) marcou seu nome na história e na música brasileira: registrou na Biblioteca Nacional a partitura da canção “Pelo Telefone”, que havia sido composta em uma roda de músicos num terreiro de candomblé. Assim, ele foi considerado o primeiro samba da história. A partir daí o ritmo tipicamente brasileiro ganhou não só as rodas, mas as gravadoras e rádios de todo o Brasil, conquistando cada vez mais fãs, afinal, “quem não gosta de samba bom sujeito não é”, como canta Dorival Caymmi. Como este ano o samba comemora seu primeiro centenário, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) presta uma homenagem ao ritmo e aos trabalhadores na exposição fotográfica “Os Trabalhadores e os 100 Anos do Samba”, que está em cartaz na Avenida Paulista, um dos principais cartões postais da cidade de São Paulo, desde ontem, 1º de maio, em comemoração do Dia Internacional dos Trabalhadores. 

A exposição - A exposição fotográfica “Os Trabalhadores e os 100 Anos do Samba” conta com 30 mega painéis de 4 metros x 3 metros com fotografias de grandes expoentes do samba e de momentos históricos em que o ritmo contribuiu de forma decisiva para traçar novos caminhos para o trabalhador brasileiro. Quem passa pela Avenida Paulista se depara com painéis com grandes nomes do samba. A exposição se estende por cerca de 1km da via, com início em frente à Caixa Econômica Federal, próxima a Rua Augusta até a Pamplona. As pessoas poderão ver imagens de Donga; Pixinguinha; Clementina de Jesus; Cartola; Noel Rosa; Nelson Cavaquinho; Dona Ivone Lara; Chico Buarque; Beth Carvalho e Ataulfo Alves, entre outros. 


SERVIÇO

Exposição 1º de Maio – Os Trabalhadores e os 100 Anos do Samba
Quando: desde o dia 1º até o dia 30 de maio
Onde: Avenida Paulista – São Paulo
Use a hashtag #ugt100anosdosamba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)