30 de maio de 2016

Playing For Change adia para outubro seus shows no Brasil

No último dia 19 eu postei o anúncio das apresentações da Playing For Change, que aconteceria no próximo fim de semana em Curitiba, Florianópolis e encerrando no domingo em São Paulo.

Mas hoje essa pequena turnê foi adiada para outubro. A banda informou a necessidade de reprogramar a agenda latino-americana e, por consequência, a brasileira.

Os que adquiriram o ingresso antecipado devem entrar em contato com os canais de venda, no telefone 4003-1212. O cancelamento dos meus não foi burocrático, apesar de ter sido frustrante. Em 5 minutinhos, você cancela a compra, recebe um email confirmando o cancelamento e ganha o resto da tarde de mau humor pra brindar a segunda-feira. #vidaquesegue


:(

O anjo comprado na Economia Solidária

Não costumo divulgar aqui no blog programas desenvolvidos pela prefeitura ou pelos governos em geral porque este não é o objetivo deste espaço. Mas eu vou abrir uma exceção pra falar de uma loja ligada ao projeto "Osasco Solidária" onde os produtos comercializados são produzidos pelos cooperados e chamam a atenção por serem peças lindas, que realmente dá pra usar em casa ou presentear, e não aquelas samambaias de garrafas pet feitas nesses cursos públicos de artesanato sustentável.



Há alguns dias comprei esse anjo de barro que eu já namorava fazia tempo. É uma luminária rústica, linda, super bem-feita e que povoou os meus sonhos de consumo por algumas semanas antes de ir morar comigo! rsrs... 

Super combina com a casinha, não combina?


Como é uma loja que expõe produtos de cooperados, não há só peças de decoração. Cada cooperado tem seu estilo e produz o que quer então há bijuterias, quadros, bolsas, louças e até alimentos... mas nada de bagunça! A loja é ampla e organizada. Acho que poderia ser um pouco mais atrativa, mais charmosa, mas chegamos lá...

A Loja Oficina do Centro de Comércio Justo – Espaço Criar, onde esses produtos são comercializados, fica na Rua Deputado Emílio Carlos, n°113, Vila Campesina. Contato: 3653-1185.

O programa

"Osasco Solidária" é um programa da Prefeitura que visa apoiar o desenvolvimento de empreendimentos econômicos solidários (micro-empresas, empresas familiares, cooperativas, empresas associativas de trabalhadores e outras formas associativas), dentro dos princípios da Economia Solidária. 

Através de atividades de formação, capacitação, assessoria e acompanhamento, o Programa contribui na criação de melhores condições para que os grupos em processo de constituição gerem trabalho e renda de uma maneira solidária e participativa. 

Além da constituição de empreendimentos econômicos solidários, o Programa articula diferentes fatores que influenciam e contribuem para criar condições de viabilidade econômica desses empreendimentos como estratégias de comercialização e consumo; desenvolvimento tecnológico; apoio e orientação na busca de crédito e financiamento; capacitação específica; legislação e representatividade política.

23 de maio de 2016

Música só pra mim no Real Burger

Comer em praça de alimentação de shopping não é meu lugar preferido, por muitos motivos. Um deles é o burburinho que fica no ar, aquela muvuquinha que vai estressando e a gente não sente mas quando percebe, já está irritada, sabe?

O Real Burger do shopping Pátio Paulista resolveu isso. Se optar pelo balcão, além do MARAVILHOSO lanche acompanhado de batatas rústicas, você também vai curtir boa música. E só pra você, sem mais nenhum barulhinho...

É que a casa disponibiliza fones de ouvido para seus frequentadores, mas só na unidade do Pátio Paulista. A outra loja, localizada no Alpha Square, em Barueri, é mais ampla e mais fechada, então a música, que também é boa, é ambiente. 

Como a unidade do Paulista é aberta, as opções são as mesas da praça de alimentação ou o balcão. Em ambos os locais, o barulho é bem incômodo, então a solução veio a calhar: fones!


Eu adorei. Achei perfeito para solucionar o problema da praça de alimentação. Enquanto esperamos o cinema, música bem ao pé do ouvido. Só não é legal quando estamos acompanhados, porque prejudica a interação (mas há outras formas de interagir... hehe...)

Ouvi Elvis Presley (como não, numa hamburgueria??), Ella Fitzgerald, Sylvie Vartan, Miles Davis, Nina Simone e um outro tanto que não soube identificar. A trilha sonora é escolhida por eles e fica tocando, aleatoriamente. Mas você só ouve se quiser...  ♥ ♥ ♥

Quanto à qualidade da comida, vale cada centavo! Preço justo, lanche bom, artesanal e no ponto.

19 de maio de 2016

Eu vou! :: Tributo a Ibrahim Ferrer, por Playing for Change

O público paulistano vai poder curtir de perto o som de uma das bandas internacionais mais inspiradoras da atualidade. O Playing For Change, que busca a mudança positiva da sociedade por meio da música, chega a São Paulo no dia 5 de junho para um espetáculo em tributo ao cubano Ibrahim Ferrer, autor do sucesso "Dos Gardenias" e ex-membro do Buena Vista Social Club.

Os herdeiros do músico, comandados por Ibrahim Jr, sobem ao palco acompanhando a PFC Band para relembrar as músicas e anedotas que marcaram a carreira de seu pai, e que soam como boa parte do repertório da banda. O Teatro Bradesco, onde o show acontece, abre às 19h e o show tem horário previsto para começar às 20h.

E eu vou. Vamos?




Serviço:
Playing For Change – Tributo a Ibrahim Ferrer
Data: 5 de junho de 2016, 19h, com início do show às 20h
Local: Teatro Bradesco – São Paulo (SP) – www.teatrobradesco.com.br
Endereço: Rua Turiassu, 2100, 3º piso – Pompeia – São Paulo - SP
Telefone Ingresso rápido- 4003-1212


-o-o-o-o-o-o-o-o-

Playing For Change - O que eles fazem?








16 de maio de 2016

Arrepiante! :: Cálice, por MPB4


E eu estava lá, na primeira fila!

O pot-pourri feito no "bis" é de fazer qualquer um sair do show, que aconteceu no Sesc Vila Mariana, dia 13 de maio, em comemoração aos 50 anos de carreira do MPB4, com vontade de ficar pra sempre.

Pra que diploma?

É, "tá meio ultrapassado"...

O vídeo do canal "Porta dos Fundos" de hoje resume o que virou o meu diploma de jornalista: Jogo Americano, com direito a derrubar muito molho em cima.

13 de maio de 2016

Benjamin Clementine :: um encontro difícil, mas que vale a pena


Há algum tempo conheci o trabalho (ou a arte) de Benjamin Clementine (já falei sobre ele aqui), e fiquei apaixonada. Desde essa época, tenho procurado seu CD pra comprar, e nada... Só achava na fnac de Portugal, sem política de envio para o Brasil.

Depois de muito tempo procurando, achei um importador no mercado livre. Não é um CD muito baratinho, e tem o custo da postagem, a demora pra chegar, enfim, uma saga... mas chegou!

E vale tanto a pena...

♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Dá uma ouvida...


A quem interessar, o cd foi comprado do link direcionado clicando aqui

12 de maio de 2016

Pense... quem é o sapo da sua vida?


Se você puser um sapo numa panela, enchê-la com água e a colocar no fogo, vai perceber uma coisa interessante: o sapo se ajusta à temperatura da água, permanece lá dentro e continua se ajustando quanto maior for o calor. Quando a água está perto do ponto de fervura o sapo tenta saltar para fora mas não consegue porque esta muito cansado devido a tantos ajustes que teve que fazer, e morre. Alguns diriam que o que matou o sapo foi a água fervendo, mas o que o matou, na verdade, foi a sua incapacidade de decidir quando pular fora. Pare de se ajustar à pessoas erradas, relacionamentos abusivos, amizades parasíticas, trabalhos fim-de-carreira e tantas situações que vivem te "esquentando". Quando você já fez tudo o que pôde, e ainda tem que viver fazendo mais, você corre o risco de morrer tentando, e não alcançar nada. Saia fora disso. Comece outra coisa. Em outro lugar. Com outra pessoa. Enquanto ainda dá tempo.

-o-o-o-o-o-o-o-o-

O texto acima não é meu, não é uma fábula, uma metáfora, uma historinha pra boi dormir. Parte dele é uma explicação real do que acontece com um sapo em determinada situação. Já circula na internet há algum tempo e provavelmente muita gente já o conhece. Hoje o li novamente em alguma página da rede e resolvi postar, não pra ensinar a fazer sopa de sapo (rsrsrs), mas, como o próprio texto prevê, essa explicação serve de analogia pra muitas situações das nossas vidas. 

Mesmo antigo e conhecido, sempre vale a pena ler novamente, que é pra gente pensar e ter coragem de apertar o botão "voltar à configuração original" em certas situações. A gente brinca dizendo que antes de conhecer o príncipe, tem que beijar muito sapo (serve pra tudo: pro cara perfeito, pro emprego perfeito, pro lugar pra morar perfeito...), mas quem é o sapo da nossa vida, na real??

9 de maio de 2016

Os bowls mais lindos do mundo


As peças de cerâmica de Tasha McKelvey da loja Tashamckelvey do Etsy, são as mais lindas do planeta! ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Todas as suas criações são feitas à mão, de forma totalmente artesanal e vendidas somente sob encomenda. Entre as diversas opções estão estes bowls vendidos em conjuntos de 3 unidades, com atenção especial para os ninhos com ovinhos. 


No site, você escolhe a combinação preferida entre as várias cores possíveis para as tigelas e passarinhos. No caso deste trio as peças medem aproximadamente 5,7, 8,2 e 13,3 cm de diâmetro respectivamente, levam de 4 a 6 semanas para serem feitas e despachadas e saem por aproximadamente EUR 144,22 (mais ou menos U$ 160 ou R$ 570,00). Todas as peças da loja são expostas com valor em euro, então, caso interesse, fica aqui o link de conversor de moeda pra saber quanto dói a facada! rsrsrs...)

2 de maio de 2016

A história de "Espanhola", por Gutemberg Guarabyra

Como toda poesia, "Espanhola" também precisou de uma inspiração. Composta numa noite gelada e embriagada de 1977, é cantoria obrigatória em toda roda de voz e violão. Ainda bem que ela foi eternizada por Flávio Venturini porque pela cabeça de Guarabyra, seu compositor, ela passou genial e rapidamente. 

Suspeito o por quê. Não é coisa da cabeça, é coisa do coração.

Guarabyra contou a história da composição dessa música no recital "Sonhos de Torquato nos Jardins do Solar", no último sábado. Claro que, num recital sobre 'os sonhos de Torquato", a abertura do show foi com contação de uma outra história: a de Cajuína, mas essa eu já sabia e já tinha postado aqui. O show foi beeeeeem legal. Não dá pra se esperar outra coisa de Guarabyra...


Na cadência bonita do samba...



A história do samba e sua relação com os trabalhadores está retratada numa exposição fotográfica na avenida Paulista. Eu fui, e está bem legal de se ver...

Em novembro de 1916, o compositor Donga (1890-1974) marcou seu nome na história e na música brasileira: registrou na Biblioteca Nacional a partitura da canção “Pelo Telefone”, que havia sido composta em uma roda de músicos num terreiro de candomblé. Assim, ele foi considerado o primeiro samba da história. A partir daí o ritmo tipicamente brasileiro ganhou não só as rodas, mas as gravadoras e rádios de todo o Brasil, conquistando cada vez mais fãs, afinal, “quem não gosta de samba bom sujeito não é”, como canta Dorival Caymmi. Como este ano o samba comemora seu primeiro centenário, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) presta uma homenagem ao ritmo e aos trabalhadores na exposição fotográfica “Os Trabalhadores e os 100 Anos do Samba”, que está em cartaz na Avenida Paulista, um dos principais cartões postais da cidade de São Paulo, desde ontem, 1º de maio, em comemoração do Dia Internacional dos Trabalhadores. 

A exposição - A exposição fotográfica “Os Trabalhadores e os 100 Anos do Samba” conta com 30 mega painéis de 4 metros x 3 metros com fotografias de grandes expoentes do samba e de momentos históricos em que o ritmo contribuiu de forma decisiva para traçar novos caminhos para o trabalhador brasileiro. Quem passa pela Avenida Paulista se depara com painéis com grandes nomes do samba. A exposição se estende por cerca de 1km da via, com início em frente à Caixa Econômica Federal, próxima a Rua Augusta até a Pamplona. As pessoas poderão ver imagens de Donga; Pixinguinha; Clementina de Jesus; Cartola; Noel Rosa; Nelson Cavaquinho; Dona Ivone Lara; Chico Buarque; Beth Carvalho e Ataulfo Alves, entre outros. 


SERVIÇO

Exposição 1º de Maio – Os Trabalhadores e os 100 Anos do Samba
Quando: desde o dia 1º até o dia 30 de maio
Onde: Avenida Paulista – São Paulo
Use a hashtag #ugt100anosdosamba