22 de fevereiro de 2016

Considerações sobre "A garota dinamarquesa"


The Danish Girl é um filme americano de drama-pseudo-biográfico dirigido por Tom Hooper, baseado no romance homônimo de David Ebershoff e vagamente inspirado na vida das pintoras dinamarquesas Lili Elbe e Gerda Wegener. A sinopse diz que se trata da "cinebiografia de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. Em foco o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda (Alicia Vikander) e sua descoberta como mulher."

Para mim, a história é muito mais do que o drama de uma mulher que se descobre num corpo errado e arrisca a cirurgia de mudança de sexo. Em "A garota dinamarquesa", duas coisas me chamaram a atenção: a história de um amor incondicional e a atuação de Eddie Redmayne, que precisou usar muito o recurso da expressão corporal para dar vida à Lili.

Claro, não é a primeira vez que um ator homem interpreta uma mulher, mas no caso de Eddie, chama a atenção que pela segunda vez ele invoque tanta expressão corporal para viver um personagem. Quem assistiu "A teoria de tudo" o viu no impressionante papel do físico Stephen Hawking e sabe do que estou falando. Eddie é realmente espetacular, e merece o Oscar que já tem.

"A garota dinamarquesa" não entra para a minha lista de filmes favoritos, mas vale a pena ver. Vale muito a pena ver!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)