8 de dezembro de 2015

Festa express :: o aniversário da Marina

Minha sobrinha Marina fez 7 anos e esse ano, por conta da saúde debilitada do meu pai, ela quase ficou sem festa. Mas na última hora, minha irmã resolveu fazer um almoço para os mais chegados (só avós e alguns tios), para que a data não passasse totalmente em branco. 

Então corremos um tico e além do almoço, preparamos uma mesa para a pequena. Tudo no improviso, decidido uma semana antes. Não foi a mega produção (rsrsrs) que fazemos todo ano, mas surpreendeu e ficou linda! (as anteriores Frozen parte 1, parte 2, parte 3, Monstros S/A e Branca de Neve)

Barbie Paris para o tema...





  






Para lembrancinhas, kits de beleza, claro...


1 de dezembro de 2015

Tô de Chico


Vale de lama

A tragédia social e ambiental que acometeu Minas Gerais em Novembro já tem quase um mês, e eu não me animei a postar nada a respeito, porque o episódio é tão triste que não me cabia escrever.

Nem preciso. Carlos Drummond de Andrade já o fez, há tempos...

Quantas lágrimas disfarçamos, sem berro?

18 de novembro de 2015

Comprinhas no site chinês :: rótulos de tinta lousa

É modinha ter na cozinha lousa para anotar receitas, compras a fazer e compromissos cotidianos, como horário de dentista ou data da reunião de pais na escola. E a lousa saiu da tradicional plaquinha e virou rótulos de potes há algum tempinho. Diga-se de passagem, é bem charmoso ter os potes identificados com esses rótulos.

Só que, por causa da modinha, eles não são muito baratos. Mas os chineses resolveram isso pra mim! No mesmo dia em que comprei os saquinhos para chá no site aliexpress, dos quais já falei aqui, comprei também rótulos que são auto-colantes de um lado e do outro são preparados para receber giz. 

Após a costumeira demora, eles finalmente chegaram. Funcionam, são laváveis, tem um recorte muito bonitinho, meio vitoriano, são bem maleáveis e por isso dá pra colocar em superfícies cilíndricas, e custam bem pouco - paguei US$1,90 por 36 deles. O único problema é que eles são pequenos. Confesso que não li as especificações do produto, então nem posso reclamar. Eles medem 4,9 x 3,4 cm e daí fica desproporcional colá-los em potes muito grandes. Mesmo assim, eu adorei. 

A quem interessar, deixo o link para achar o produto aqui.








Mas dá pra fazer essa tinta em casa também, e na cor que quiser! Para tanto, é preciso de um copo de tinta látex ou acrílica da cor de sua preferência e argamassa para rejunte.

As medidas são: 2 colheres de sopa de argamassa para cada copo de tinta. Misture bem até que não tenha mais nenhum gominho. Quando a tinta estiver misturada e sem gomos, passe-a imediatamente na superfície que você deseja, pois a argamassa tende a endurecer e você pode perder a tinta se deixá-la descansando. A dica é preparar somente a quantidade necessária, pois você não poderá reutilizar essa tinta mais tarde. Assim que a superfície estiver completamente seca, passe levemente um giz por toda ela e, em seguida, limpe-a com uma toalha de papel. Serve para placas de madeira, canecas de porcelana, parede, vidro e o que a sua criatividade mandar.

17 de novembro de 2015

Vesti minha casa para o natal


Faz tempo que não cuido muito da minha casa porque tenho tido dias bem cheios de coisas para fazer e de preocupações com a saúde do meu pai. Mas essa semana tem me dado vontade de mimar o cafofo. Já mudei os móveis da sala de lugar, já voltei tudo como era antes, já pensei em pintar a parede, já desisti porque sei que sou impulsiva e depois vou me arrepender. 

Então, pra não ser tão radical, mudei objetos de decoração. Assim é fácil porque se eu não curtir, tiro tudo de novo.

Os móveis e chão da minha sala são escuros, mas tapetes, cortinas, almofadas e mantinhas são pasteis, bem clarinhos. Bom... eram! Ontem apostei no vermelho e vesti minha casa pra esperar Papai Noel. Que ele chegue com toda a energia que o vermelho traz e que este ano traga de presente saúde para mim, para os que eu amo e principalmente pro meu pai.








Comprinhas no site chinês :: saquinhos para chá

Não sei bem o que vou fazer com os saquinhos de armazenar ervas e flores para chá, porque isso dá para fazer na própria xícara. Mas pensei em presentes, quem sabe... 

Então comprei, há uns dois meses, mais ou menos, 100 saquinhos confeccionados em TNT, por US$2,36, no site chinês aliexpress. Demora uma vida pra chegar, mas quando chega é uma alegria... Pareço criança ganhando presente.

Os meus chegaram há mais ou menos uma semana, mas eu não havia testado ainda. Testei ontem, com pétalas de hibisco. Tem boa absorção, não vaza o conteúdo, cumpre o objetivo. Ainda fiz graça com um acabamentozinho de pérola. 

Se interessar, deixo o link para o site. É só clicar aqui.





 

10 de novembro de 2015

Nossa Bossa citada na canção de Petula Clark

Hoje eu estava escutando Downtown, canção gravada em 1965 por Petula Clark. Já ouvi essa música muitas vezes mas nunca tinha me dado conta de que a expressão "Bossa Nova" era citada.

Daí, quando percebi, fui procurar a letra da música, e a tradução de um dos versos diz "apenas ouça o ritmo de uma gentil Bossa Nova" (Just listen to the rhythm of a gentle bossa nova).

O movimento teve início aqui no Brasil no final dos anos 50, e no início da década de 60 já estava encantando Petula. Achei tão simpático! Gostei! E essa música é uma delícia de ouvir...

Compartilhando 10 dicas para melhorar o Facebook


Hehehe... adorei as dicas para melhorar os antiserviços do Facebook editadas nesse vídeo.

Faltou o botão "CUIDA DA SUA VIDA". Se bem que, no Face, esse botão não faria sentido mesmo.

Sem mais, atenciosamente, fui!

18 de setembro de 2015

Bem sacada :: campanha mostra os riscos da má alimentação da mãe sobre os recém-nascidos

Uma campanha publicitária criada no Rio Grande do Sul alerta as mulheres sobre os efeitos que a má alimentação pode ter sobre seus filhos recém-nascidos.

Os anúncios, que serão lançados oficialmente na próxima segunda-feira (21), trazem imagens de mães amamentando seus bebês com os seios pintados com figuras de fast foods e a inscrição "Seu filho é o que você come".

Campanha bem sacada e linda, mas o jornal inglês Daily Mail classificou os cartazes como “perturbadores”. O título da matéria no G1 traz a palavra "chocantes". Aí que preguiça disso...




16 de setembro de 2015

Ode ao mimimi

Porque toda mulher tem direito a uns dias de mimimi por mês. Se bem que esse mês eu já extrapolei minha cota. Reconheço! (agora as feministas de plantão vão me pegar na porrada...)

8 de setembro de 2015

Conteúdo impróprio?

Segundo algumas matérias que li, a foto abaixo teve mais de 11 milhões de visualizações, mais de 190 mil curtidas e mais de 58 mil pessoas a compartilharam na rede social, mas ela foi denunciada como "conteúdo impróprio" ao Facebook (que acatou a denúncia!!!!! oi??), por ser ofensiva, repugnante e conter imagem sexualmente explícita.

Bom, se lá, na rede social de fadinhas com asas brilhantes, onde nada é repugnante, ofensivo e todo mundo se comporta direitinho não pode, aqui pode.


A imagem foi registrada pela fotógrafa britânica Helen Aller, de 29 anos, que também está grávida de 8 meses. A pedido da mãe do bebê, a foto foi publicada como símbolo da cirurgia que salvou a vida de mãe e filho, já que o trabalho de parto provocou uma hemorragia na mãe, e a Cesárea foi o procedimento mais seguro para ambos.

Pena que aqui não dá pra clicar em "curtir"...

A força da gratidão, segundo a neurociência



Não quero escrever aqui sobre o poder do pensamento positivo, da gratidão e do exercício do amor ao próximo porque isso parece publicação "auto-ajuda" ou apologia à religiosidade.

A pegada é outra.

A força desses pensamentos - ou sentimentos - geram ondas eletromagnéticas, com comprovação que vem de diversos métodos propedêuticos e de diagnóstico feito por meio de tomografia magnética e eletroencefalograma, entre outros procedimentos.

Com a descoberta científica da dualidade onda-partícula do elétron, no ínício do século 20, comprovou-se o Princípio Hermético da Vibração onde se afirma que tudo no universo vibra. Sabendo que ondas e partículas são estados de um mesmo ser, a mecânica quântica nos diz que essas ondas, sob a ação consciente de um observador, se materializam. Esse processo se dá através da escolha das possibilidades quânticas, que os físicos chamam de “colapso de onda de possibilidade" - o Colapso Quântico!

Dá pra ler alguma fundamentação desse assunto na internet, mas os artigos são carregados de termos bem distantes do nosso universo lexical. Quem tiver paciência, ok. Quem não tiver, pode só assistir ao vídeo acima e tentar praticar o pensamento positivo e a gratidão como forma de se beneficiar. 

O que custa tentar, não é?

31 de agosto de 2015

A linda arte de Alexandre Honoré


É uma pena que não dê pra saber muito sobre Alexandre Honoré na internet porque o pouco que tem sobre o trabalho dele está num blog que ele mantém, em francês, e sem muita atualização.

Que é um ilustrador, é indiscutível. E dos bons! Sua arte é linda, minuciosa e encantadora. Mas pelo que entendi, é também ator e usa suas ilustrações em seus shows. Posso estar errada quanto a essas deduções, mas uma coisa é certa: o cara é um talento com os pinceis.

Copiei algumas ilustrações aqui, mas dá pra ver mais no blog dele! Antes de ir, espia essa Alice, que delicadeza...


Meu primeiro Naked Cake

Por conta da passagem do meu aniversário, na última sexta-feira, resolvi fazer um bolo, em casa mesmo, pra comemorar com os queridos que lembraram e foram até lá me dar um abraço. Sem convites, sem festa, só uma reunião com os que foram chegando.

A intenção era fazer um naked cake - ou uma tentativa dele - já que nunca tinha feito. Não sabia como fazer os cortes, qual recheio usar pra deixá-lo suficientemente firme, nem como decorar sem parecer que estava tudo jogado em cima.

A tradução de Naked Cake, é "bolo nu", então não preciso explicar seu conceito, né? Depois de alguma fuçada na internet, o resultado foi esse:


Como primeira experiência, valeu, mas há muito o que melhorar. Queria a massa com uma corzinha mais uniforme, mas isso não tem muito como controlar. Quanto ao recheio, a consistência ficou ótima, mas a maneira de montar deixou a desejar.

Penso que deveria ter colocado o recheio no meio, e nas laterais, ter feito com o auxílio de um saco de confeiteiro e bico perlê grande. Também deveria ter colocado uma camada grossa de frutas picadas, das mesmas espécies que coloquei no topo do bolo, em cima do creme de confeiteiro, de modo que elas ficassem visíveis nas laterias.

Mas valeu a experiência, e a gente vai aperfeiçoando. Vale dizer que o creme ficou delicioso, é fácil de fazer e cumpre o objetivo perfeitamente. O erro na decoração foi meu, e não do creme!

Quem quiser arriscar, deixo a receita logo abaixo. E clicando AQUI, você vê um vídeo do chef Rafael Barros montando um Naked lindo e dando dicas que, se eu tivesse visto antes, teria salvo o meu bolo! hehehehe...


Ingredientes:

1 litro de leite integral
2 colheres de chá de essência de baunilha
1 e 1/2 xícara de açúcar
6 gemas
1 xícara de amido de milho
2 colheres de sopa de manteiga

Como fiz?

Coloquei o leite, 1/2 xíca de açúcar e a baunilha pra ferver.

Enquanto isso, misturei com um batedor aramado o restante do açúcar às gemas e depois, lentamente, o amido de milho, tudo em uma tigela separada.

Daí fui acrescentando o leite fervido (retirei a nata) lentamente à essa gemada. É importante ir colocando beeeem devagar, concha a concha, e ir mexendo, pra que as gemas não cozinhem com a alta temperatura do leite.

Feito isso, voltei essa mistura ao foro e esperei engrossar. Nessa fase, é preciso mexer sem parar, para não "empelotar".

Peneirei em uma assadeira, cobri com plástico filme (o plástico precisa encostar no creme, pra não criar uma "crosta") e coloquei na geladeira. As receitas que encontrei na internet, desse creme, indicam que ele precisa ficar pelo menos 4 horas na geladeira antes de ser usado, mas que o ideal mesmo é que fique de um dia para o outro. Foi o que eu fiz!

No recheio do meu bolo, coloquei somente pedacinhos de pêssego em calda picados, porque à princípio, ia decorar só com physalis (tudo amarelinho). Depois resolvi colocar frutas vermelhas na decoração, mas o bolo já estava recheado. Já era...  :(

É isso!

26 de agosto de 2015

Como sobrevivi sem ?

Sou jornalista e já fiz muita pauta #vergonhaalheia, mas mesmo assim ainda me deparo com coisas que me desanimam, tipo o tempo, a dedicação e o dinheiro empregado na matéria do Estadão que diz que em 2016 teremos à disposição mais 38 emojis para pura diversão no whatsapp.


Mas enfim, né? Talvez eu seja rabugenta e não reconheça a relevância dessa prestação de serviço. Prometo que vou rezar mais.

Inclusive, agora me ocorre uma reflexão sobre o assunto... Pessoas que sobreviveram até hoje sem o emoji de bacon: quem são? onde vivem? como se reproduzem? Hoje, no Globo Repórter! #sqn.


Curti o Ken de terninho azul, pra fazer parzinho com a Barbie dançarina de mambo que já existe!


Cansei, beijo, fui!