26 de abril de 2014

Hoje estou de molho :: reações inesperadas


Antes de tomar a vacina contra a gripe, me certifiquei de que ela não provocaria reação. Me garantiram que aquela história de ter gripe após aplicação era lenda, e que eu não sentiria nada.

De fato, ontem depois da vacina, não senti nada mesmo. Tive um dia cheio, fui ao cinema, à loja de artesanato, à aula de dança, à um show... ótimo dia. Já estava deitada, pra dormir, muitas horas depois da aplicação da dose, quando meu braço começou a queimar tanto de dentro pra fora, que parecia que meus ossos estavam em brasa. Mesmo assim peguei no sono.

De manha doía pra abrir os olhos, doía pra pentear o cabelo, doía pra lixar as unhas, doía, doía... Até partes do meu corpo que eu nem sabia que existiam, doíam! Passei o dia na cama, a noite também e tenho febre. Não saio da cama hoje nem se me prometerem o melhor programa do planeta: nem cinema, nem teatro, nem jantares, nem namoricos, nem nada que me faça mover músculos.

Não estou escrevendo tudo isso pra fazer campanha contra a vacinação, longe disso, mas é certo que a reação da vacina é violenta. Os médicos dizem que não, e então eu vou dizer uma coisa: se tudo o que eu estou sentindo for psicológico, vou começar a entortar cabo de colher com o poder da minha mente...

2 comentários:

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)