8 de janeiro de 2014

Respostas sinceras para perguntas de mesmo teor

"Tia, menina com menina pode?
Pode.

tic tac tic tac

E menino com menino, 
também pode?
Também pode, sim."


Essa conversa entre mim e minha sobrinha Marina já tem uns dias, mas eu não tinha tido a oportunidade de postar ainda. Eu não quis saber de onde vinha a curiosidade dela, mas suponho que ela tenha visto algo na escola, na rua ou na TV que tenha despertado a ideia.

Resolvi, sem alimentar o assunto,  dizer a verdade porque de fato, pode. Não acho que é o consentimento ou a proibição que definirá, no futuro, a opção sexual da pequena. 

É importante que adultos sempre respondam a verdade para as crianças, todas as vezes que forem questionados. Acho também que os questionamentos vão surgir à medida que ela for amadurecendo, então toda a pergunta tem a hora certa e a hora certa varia de criança para criança. Se ela já teve maturidade para perceber que existem relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo, é porque também já tem maturidade (guardadas as devidas proporções) para saber a resposta.

Gostei da reação natural dela, que aceitou a resposta sem mais perguntas. Se todas as crianças crescerem como ela, sem preconceitos, serão adultos melhores dos que os da minha geração.


2 comentários:

  1. Fez certíssimo. Os próprio psicólogos e pedagogos orientem a responder sempre a verdade e não ficar esticando o assunto. E está certa também quando diz sobre a maturidade. As crianças só perguntam na hora certa, quando a curiosidade desperta, e à essa altura, já tem a maturidade para saber das coisas, gradualmente. Educar quando é pequena faz toda a diferença para que cresçam sem preconceitos, sim. Parabéns pela sua maturidade em saber lidar com a situação também.

    ResponderExcluir
  2. Que bacana o que você fez, Pati! Ajudando a criar uma pessoa livre de preconceitos...
    Ah, se todos os adultos dessem esse tipo de resposta...
    Não precisa doutrinar, como você bem falou no texto. Basta responder com honestidade e sem entrar em muitos detalhes... Ela vai crescer e outras dúvidas surgirão...

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)