29 de janeiro de 2014

Filtro solar engorda ?



Depois que a Gisele  Bündchen afirmou não usar protetor solar porque o produto engorda, dizem que o assunto virou febre na internet. Eu nem tinha conhecimento disso até que uma amiga me mandou um link com uma entrevista interessante, de um cardiologista brasileiro, o que me gerou a demanda de pesquisar a respeito.

O que mais chama a atenção é o fato de o médico dizer que o filtro solar, independente do fator que indica proteger, não protege contra o câncer e além disso, engorda. Lendo a respeito, vi que tem muitos artigos que tratam do assunto e que até confirmam essa teoria, mas explicam que o uso do protetor é altamente recomendável, desde que se escolha o produto correto.

Vamos aos fatos:

Todos os protetores solares vendidos no Brasil têm UVB (cuja numeração do fator de proteção consta no rótulo). Os raios UVB não são aqueles que causam lesões à pele (esses são os UVA) e, ainda por cima, contém como principal substância um reagente chamado 4-metil benzelideno cânfora (4-mbc), que bloqueia a função da tireóide elevando a atividade e o nível estrogênico: ou seja, engordando.

Mesmo que o filtro seja aplicado só no rosto, o risco é o mesmo, uma vez que a pele tem grande poder de absorção. Essa substância aumenta os hormônios femininos no corpo, faz aparecer celulite, engorda e, nos homens, aumenta os tecidos dos glúteos e das mamas, dando formas mais femininas e por isso está proibida em muitos países.

Nas embalagens de filtro solar costuma haver a indicação “proteção UVA/UVB”, quase imediatamente mencionando “proteção de largo espectro”. Isso significa que a proteção UVB é de fato a indicada no rótulo, mas que a proteção UVA – que é medida em PPD (Índice de Pigmentação Persistente) simplesmente não existe e foi substituída pelo termo ‘largo espectro’.

Se você analisar com cautela perceberá que a maioria dos protetores solar de fato exibe o fator de proteção UVB, mas que não mostram nem a proteção UVA, nem o PPD do produto. Ironicamente, a ANVISA não pede para que isso seja obrigatório.

Contudo, isso não significa que não exista filtro solar que proteja. Os indicados, então, são os que tem como princípio ativo o Tinosorb, que não engordam e protegem contra os raios UVA. São exemplos de produtos em que se pode confiar e estão à venda no Brasil: Loreal Expertise, La Roche, Natura Fotoequilíbrio, Eucerin, Ada Tina, Ansolar, SunMax, Spectraban, Roc, Avene, Vichy e Adcos. 

Claro que eu não tenho embasamento científico algum para divulgar esse texto, mas achei um certo sentido nos artigos que encontrei na internet. Mesmo sem esse embasamento, resolvi postar a respeito para despertar a curiosidade nas pessoas. Acho que, a partir dessas informações, vale a pena conversar com o dermatologista! Mais essa agora...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)