21 de outubro de 2013

Sensações de uma ópera


Sempre quis ir á uma ópera, por curiosidade. Agora, que fui, quero voltar por paixão. Não dá pra explicar direito o que se sente ao ver o espetáculo, mas garanto que é sensacional. Assisti às peças Jupyra e Cavalleria Rusticana (em português, Cavalheirismo Rústico).



Jupyra é uma ópera do compositor brasileiro Antonio Francisco Braga que estreou em 1900 no Teatro Lírico do Rio de Janeiro. A obra é baseada no conto de Bernardo Guyimarães, escritor mineiro, e para que pudesse ser transformada em ópera foi transcrita em libreto por Gastão D´Escragnolle Dória, figura destacada na vida cultural do Rio de Janeiro na época.



A ópera Cavalleria Rusticana é apresentada em um único ato de Pietro Mascagni, estreada em 1890 no Teatro Costanzi, em Roma. É dividida em duas partes, mas se apresentam em cena contínua. São peças espetaculares e eu gostei, especialmente, da segunda, com destaque para a cena da ressurreição de Cristo. Contar o enredo aqui seria até uma blasfêmia, porque não faria justiça ao espetáculo, então, limito-me a postar as fotos e a indicar o ótimo programa!

O local das apresentações é um caso à parte. Todas as vezes que vou ao Teatro Municipal de São Paulo fico enlouquecida com sua suntuosidade. É, de fato, um dos lugares mais ricos e bonitos que a cidade guarda. A construção data do início do século passado e já nos primeiros anos de funcionamento, até 1926, foi palco de 88 óperas. Apesar do número expressivo, as peças não foram o que de mais importante aconteceu na época, e sim a Semana de Arte Moderno, cujo Municipal de São Paulo foi o cenário. Hoje, o Theatro abriga a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, a Orquestra Experimental de Repertório, o Coral Lírico e o Ballet da cidade de São Paulo. O edifício faz parte do patrimônio histórico do estado desde 1981, quando foi tombado pelo Condephaat. Magnífico!


2 comentários:

  1. Que bom que gostou!
    O Theatro Municipal realmente é um espetáculo arquitetônico =)

    Não gostei muito de Jupyra... Achei muito paradona. Mas Cavalleria é sensacional!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)