1 de outubro de 2013

Blues, Chorinho e manifestação :: o caldeirão do meu fim de semana

Não exatamente na ordem do título, mas esses foram os ingredientes do meu final de semana. Como o Blogger, que é o administrador desse blog, mostra que tenho leitores até na Rússia - 1386 visitas até agora - vou explicar, muito "an passant", do que se tratam as manifestações.

Desde junho desse ano, os brasileiros vêm se organizando em manifestações populares pelas ruas do país. À princípio, era contra o aumento das tarifas de ônibus, mas depois os motivos se estenderam às mais diversas matérias. Em São Paulo, o cenário é, geralmente, a avenida Paulista e a rua da Consolação.

E foi bem na Consolação que, na sexta-feira, fiquei presa em um engarrafamento por mais de 2 horas, por causa de uma manifestação. Cheguei ao meu destino com o estresse no nível mais alto possível, e com um atraso de doer.

Mas aí veio o sábado e com ele, minha recompensa. Vi e ouvi o blues de Omar Coleman, no Sesc.


Coleman estabeleceu-se como um dos melhores gaitistas do país e vocalista de blues vivo hoje, anunciado em festivais com lendas como Robert Cray, Buddy Guy, Koko Taylor, Ruth Brown e Robert Randolph. Com uma voz soulful, destaca-se por sua habilidade com a gaita, além do seu carisma e interação com o público. De fato, ele foi extremamente simpático no show.


E no domingo, fui à Praça das Artes, onde Izaías e Seus Chorões comemoraram 60 anos de carreira com uma apresentação de chorinho. No show, eles foram homenageados por Quintal Brasileiro, Lulinha de Alencar, Proveta e Toninho Carrasqueira. Na ocasião, José de Almeida Amaral Jr. promoveu uma sessão de autógrafos do livro Chorando na Garoa - Memórias Musicais de São Paulo e que eu ganhei um exemplar, e adorei o presente!


Carinhoso - com um arranjo especial


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)