2 de maio de 2013

Acordando do pesadelo


A gente vê o cara reluzente e acha que ele é seu número. Mas aí, de perto, aquela armadura do cavaleiro brilhante era só um idiota irresponsável e moleque embrulhado em papel alumínio.

Acontece... Mesmo os melhores sonhos podem se tornar terríveis e INJUSTOS pesadelos. A parte boa é que ninguém dorme pra sempre. Bom,... tem gente que dorme, sim...

8 comentários:

  1. Entrou em roubada de novo né?
    Te conheço muito bem e sabe o que eu acho? Que você é uma séria candidata a sempre entrar nessas furadas porque você é muito mulher pros homens que andam povoando a Terra.
    Pati, não existe gente como você, entende? É por isso que você é tão especial.
    Quer um ombro? Tenho ombros, colo, ...
    Amo você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é sempre um bálsamo nos dias ruins. Sempre foi.
      Obrigada pelas palavras, e pelo apoio sincero.
      E eu sei dos teus ombros, colo, e até das reticências... Quem sabe? rsrsrs...Por enquanto quero o colo! Vem me ver, tá?
      Beijo

      Excluir
  2. Não sei da história, mas sei dos personagens.
    Demorou, né?

    ResponderExcluir
  3. Quando a gente não dorme com um barulho desse, não corre o risco de ter pesadelos.
    Pesadelos injustos?
    Nunca sabemos quando vão cometer uma injustiça, mas geralmente ela é decorrente da arrogância. Não sei o que houve, mas sei que vc é bem tolerante. E exatamente por isso imagino que esse foi seu limite, pra ter perdido a paciência e ter publicado esse desabafo.
    Você é a pessoa mais forte e ao mesmo tempo delicada que eu conheço.

    ResponderExcluir
  4. Como dizia minha vó, antes tarde que nunca!
    E, como disseram lá em cima, vc é muita mulher. Assim fica difícil achar homem pra tudo isso amiga.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)