13 de fevereiro de 2013

A nova mesa velha

Há uns vinte anos mais ou menos, os móveis da cozinha da minha mãe eram todos em madeira cerejeira. Antes deles, nossos armários eram em aço, azuis, comprados à epoca do seu casamento. Na ocasião da troca, lembro-me de minha mãe ter comprado primeiro a mesa. Grande, com seis lugares, ela estava apaixonada pela aquisição. Tão apaixonada que comprou a mesa muito antes de conseguir mandar fazer os armários. A mesa ficou encostada na sala por muitos meses, esperando pela estreia da nova cozinha.

Ela chegou e se foi. Hoje os móveis já são outros, brancos, mas a paixão da minha mãe pela mesa resistiu e ela não se desfez do trambolhão. O problema é que, além de a madeira cerejeira já estar fora de moda, a cor também não combina com os móveis brancos. 


Então a cozinha ficava feia de dar dó. Além da mesona em desacordo com os móveis, os azulejos também não ajudam. São feios e muito, muito antigos. Apesar de todas as reformas pelas quais a casa já passou, os azulejos ficaram. Minha mãe não gosta deles, mas não se anima a trocá-los por causa da "sujeira" que isso  faria. Não adianta falar pra ela que agora se colocam as cerâmicas por cima das outras, sem a quebradeira e o pó todo. Ela "não confia". Aqui em casa é assim mesmo. Meu pai também "não confia" na declaração de imposto de renda entregue via internet.

Mas voltemos a mesa já que nos azulejos não posso dar jeito. Me animei a pintá-la, mesmo sabendo do risco que corria. Nunca pintei uma peça tão grande e tive medo de não dar certo, principalmente porque ela não é minha. Na foto acima, já havia iniciado o processo de retirada do verniz. Comecei empolgada, lixando pra valer, mas logo passei a dar uma passadinha na lixa e fui pra pintura.



Foram necessárias quatro demãos de tinta para que a cobertura ficasse perfeita. E ficou! Nem parece a mesma mesa e a cozinha também mudou muito. Pintei a peça em dois dias e ainda faltam as cadeiras, mas o ambiente já ficou bem mais leve. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)