19 de novembro de 2012

Infidelidade institucionalizada

A página F2 do caderno de Tecnologia do jornal Folha de São Paulo, edição de hoje, traz uma nota intitulada "Infidelidade", a qual vou reproduzir aqui:


"O Ashley Madison, site canadense para pessoas casadas que buscam um relacionamento extraconjugal, abrirá um escritório no Brasil até o fim do ano, após verificar um crescimento acima do esperado no número de usuários. A rede social também oferecerá um programa de devolução do dinheiro de clientes que não encontraram um amante e um serviço voltado a homens que buscam um caso com outro".

Sobre o fato...

1º) Como assim?

2º) Merece comentar?

3º) Consideração meio fora de contexto, mas que aproveito para escrever acerca de redes sociais: #$*&%¨&%¨*!!! Continuo achando que os prejuízos superam os benefícios. Como escrevi num post sobre o meu aniversário, em agosto, chamado 38!, ainda prefiro que me cutuquem, curtam, compartilhem, tudo de verdade...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)