14 de outubro de 2012

Acerca de 50 tons de cinza

Nesse fim de semana, incluindo o feriado de sexta-feira, li 50 tons de cinza. Minhas expectativas em relação ao livro eram um tantinho altas porque ele me havia sido muitíssimo recomendado. Confesso que elas não foram superadas. Aliás, não foram nem atingidas.

A obra é quente - bastante quente. Muito sexualizada, mas longe de ser sensual. Também não vou dizer que achei vulgar, isso não, de jeito nenhum. O problema, na minha opinião, é que a leitura é previsível, não aguça  os sentidos, apesar do conteúdo tórrido.

Lembrou-me aqueles romances da coleção Júlia, Sabrina e Bianca que vendia em banca de jornal e que a gente lê escondido quando é pré-adolescente (a mulherada sabe do que eu falo... rsrs).

Achei muita vela pra pouco defunto... rsrsrs

Não me convenceu.

2 comentários:

  1. Tá todo mundo falando desse livro... nem vou ler. Valeu pelo toque.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xi, amiga... nem perca mesmo o seu tempo... Aliás, use-o com o Andrézinho... Como vai o bebê mais fofo do planeta?
      Saudade amiga!!!

      Excluir

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)