29 de agosto de 2012

O atual e o antigo juntinhos, harmônicos

Tenho visto diversas imagens de ambientes decorados com objetos, em sua maioria, atuais, mas com um ou outro detalhe que remete à infância dos donos da casa. Algo que tenha feito parte da história da família.

Já vi com algum brinquedo inserido em estantes de livros, já vi com despertador herdado da avó, enfim, tem várias possibilidades. Gostei muito disso e senti pena por não ter na casa dos meus pais antigo o suficiente para compor essa ideia. Quando a minha avó materna faleceu, ela morava conosco, e então também não há nada da casa dela que eu poderia guardar. 

Já na casa da minha avó paterna, nossa!!!, nessa sim, existem coisas que me interessam, desde os móveis, lençóis, porcelanas... Tem tanta coisa legal lá que eu adoraria passar dias escolhendo objetos para mim. Mas infelizmente, também não posso garimpar lá, porque minha tia mora na casa, e as coisas, agora, pertencem a ela.

Bom, restou a opção de me conformar e desistir de ter uma peça dessa na decoração da minha casa nova. A princípio me contentei em restaurar a roupa de um Topo Gigio, o ratinho simpático e famoso dos anos 80 que estava nu e me foi confiado para que eu resolvesse essa situação. A roupa foi feita e pode ser vista na foto de um post publicado no mês de julho intitulado "Deu Saudade". Espero que o ratinho, agora devidamente vestido, esteja fazendo parte da decoração do quarto de seu dono.

Mas ainda assim, nada de peças que tenham feito parte da minha infância. Até que ontem eu fui procurar fotos de quando eu era criança para ilustrar o texto do meu aniversário, recém-postado (chama-se 38!) e BINGO!!!! achei a máquina fotográfica do meu pai, de 1972. Lembro-me de tê-la levado à uma viagem que fiz pelo Nordeste, e do meu pai me orientando, no aeroporto, sobre como usar a câmera para que as fotos ficassem bem tanto de dia, quanto de noite; tanto de perto, quanto de longe. 


Trata-se de uma Olympus Trip 35 que deve  pesar  quase 1,5kg,  e  que   vai  ficar  linda em algum dos meus cantos.

Agora só preciso convencer meu pai a me dá-la de presente. Tenho certeza de que antes ele vai querer se certificar de que a máquina não funciona mais, e se não funcionar, se não tem conserto. Mas vou pedir com jeitinho e sei que vai acabar sendo minha...

Adorei! :)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!

Após escrever seu comentário, clique em "comentar como". Vai aparecer uma lista de opções e se você não for usuário de nenhuma delas, clique em "nome/URL". Apenas escreva seu nome. O campo URL é opcional, e nele é preenchido o endereço do seu blog ou site, caso tenha.

Depois é só clicar em "continuar" e em "publicar" (às vezes o sistema pede pra você provar que não é um robô, daí é só clicar no quadradinho, tá?).

Vou adorar ler o que tem para compartilhar comigo... :)